Você está aqui:
Início > Cães > Como ensinar seu cachorro a usar coleira

Como ensinar seu cachorro a usar coleira

Veja aqui algumas dicas de como ensinar o cachorro a andar com coleira

Para algumas raças, que necessitam de muito exercício (como Labrador, Pitbull, Buldogue Francês), um bom passeio pode evitar a obesidade e até mesmo depressão.
Não há cachorro que não goste de passear, mas em alguns casos o que era para ser um momento prazeroso de interação e diversão acaba virando um fonte de estresse pura, com animais puxando os donos, correndo atrás de outros pets etc.

Veja, aqui, algumas dicas de como fazer passeios agradáveis com o seu cão,ensinando-o a usar coleira.

1. Escolha a coleira ideal para seu cachorro

Uma coleira que machuca prejudicará o animal

Não tem como querer que seu cachorro fique à vontade se ele não estiver com a coleira ideal. O peso, o porte, a raça, o tipo de pele e muitas outras características podem influenciar nessa decisão e são o começo de um bom passeio com o seu cão.

Se você não gosta de andar com um sapato apertado, imagine um cão tendo que andar com a coleira errada, que está machucando-o?

2. Brinque um pouco com o animal antes do passeio

Seu cachorro costumar sair correndo feito louco

Quando o cachorro fica muito tempo parado em casa e, finalmente, consegue sair para passear, ele quer aproveitar para gastar toda sua energia durante o passeio.

Se você brincar com ele antes de saírem e ajudá-lo a gastar energia, o passeio será mais calmo, pois ele ficará cansado e não terá fôlego de sair correndo para todos os lados.

3. Não deixe o cachorro (extremamente) empolgado para sair

Não deixe o cachorro eufórico para o passeio

Embora não percebam, os próprios donos acabam motivando um comportamento eufórico no cão na hora de passear, pois pegam a coleira e começam a gritar: “Está na hora do passeio!”, “Uhull! Vamos passear!”, e outras variações.

O cachorro acaba se empolgando com as reações e começa a pular naquele momento. Isso pode causar ansiedade no animal.

Mostre a ele que o momento do passeio é algo natural. Coloque a guia e não faça nenhum comentário. Se preciso, deixe-o até mesmo brincar já com a coleira no pescoço, pois ele não ficará agitado toda vez que vê-la em sua mão.

4. Escolha o local ideal para passear com seu cahorro

Opte por lugares mais calmos e pouco movimentados

Não adianta querer passear com o seu cão em um local movimentado onde diversas coisas, pessoas e animais poderão chamar a atenção dele a qualquer momento. Isso só fará com que ele queira mudar de caminho e fique puxando a coleira para ver tudo a sua volta.

Nos primeiros passeios, prefira lugares bem calmos e praticamente desertos, como parques tranquilos na cidade. Depois, vá alternando para ambientes mais movimentados até que o animal já esteja acostumado com os passeios.

5. Elogie o cachorro se ele se comportar

Faça elogios, dê petiscos e cafuné

Enquanto o animal estiver andando calmamente ao seu lado e sem puxar a coleira, merece ouvir elogios, ganhar cafunés e até petiscos. Dê a ele alguma recompensa pelo bom comportamento.

Da mesma forma, quando ele começar a desobedecer, repreenda-o, mas sem fazer escândalo na rua. Apenas puxe a coleira (sem enforcá-lo) e diga com tom áspero que ele está errado.

6. Nunca vá para o lado que o cachorro puxar

Vá sempre ao lado oposto que ele quiser, pois verá que você é quem manda.

Se o cachorro puxar a coleira para a esquerda, vá para a direita e vice-versa. Repita estes movimentos quantas vezes achar necessário até que ele entenda que não é o dono da situação e quem decide o caminho é você.

Uma hora ele irá se cansar, pois verá que não tem o controle da situação.

7. Treine o cão a andar do seu lado

Não deixe o cachorro a sua frente e muito menos atrás.

Existe um exercício simples para que ele ande do seu lado, que está relacionado ao fato de nunca ir para o lado que ele quer.  Assim, comece sempre andando ao lado do cachorro, nunca atrás ou na frente. Você verá que a coleira sempre fica frouxa e isso é sinal de que ele está andando de maneira correta.

Escolha um dos lados e caminhe até a corrente esticar. Digamos que esteja indo para a direita e você sinta-o puxando, então você deve dar meia-volta e ir para a esquerda.

Quando ele estiver atrás de você, ande devagar para ficar ao lado dele, pois é sempre importante mostrar a posição correta para andar. Ele vai querer apertar o passo e puxar a corrente, então vire à direita e comece tudo novamente até o final do passeio.

8. Não deixe o cachorro correr no passeio

Não deixe que ele corra ou ande depressa demais

É comum que os cachorros fiquem eufóricos e queiram apressar mais os passos a fim de andar mais e aproveitar o tempo, mas isso não pode acontecer, já que você deve determinar o ritmo em que andam e uma caminhada deve ser calma.

Toda vez que ele começar a puxar a coleira porque está andando mais rápido, dê uma parada, de maneira que ele sinta o “tranco” e veja que não é para fazer isso.

Lógico que será necessário parar diversas vezes, mas, com o tempo, ele associará a atitude com o movimento e aprenderá a andar sempre no seu ritmo.

Viu como não é tão difícil ensinar o seu cão a andar com a coleira e fazer seus passeios de maneira tranquila?

Aproveite para ver o vídeo a seguir. Ele traz mais algumas dicas para que você faça um bom passeio.

https://youtu.be/HohwHw2ySnA

(Fonte: YouTube)

Matéria revisada por um profissional veterinário da Equipe AgendaPet.

Deixe uma resposta

Top
Loading...