Você está aqui:
Início > Aves > Conheça as mais belas aves, as Corujas!

Conheça as mais belas aves, as Corujas!

Porém, vamos entender um pouquinho mais sobre elas?

“As corujas pertencem a Ordem Strigiformes e estão divididas em duas famílias: Tytonidae e Strigidae. A maior parte delas encontra-se na segunda família.

Segundo as revisões sistemáticas mais recentes encontram-se em todo o mundo cerca de  212 espécies ou tipos de corujas que ocupam todos os continentes, com exceção da Antártida. Desse total, 24 espécies foram registradas no Brasil.

Há ampla variação de tamanho entre as corujas: dentre as espécies brasileiras temos desde os pequeninos caburés (cerca de 60 g) até os jucurutus (Bubo virginianus) com cerca de1 kg.

As corujas tem visão binocular, como a nossa. Ao contrário do que se pensa, as corujas possuem capacidade de enxergar bem tanto durante o dia como a noite. Sua visão durante a noite é mais sensível e acurada que a humana, embora não sejam capazes de enxergar na ausência total de luz.

A audição também é bastante desenvolvida e, na maioria das vezes, mais importante que a visão para a caça. Os ruídos produzidos pelas presas quando se locomovem no solo ou na vegetação são utilizados pelas corujas para detectá-las.

As corujas são aves predadoras, ou seja, alimentam-se de outros animais sejam vertebrados ou invertebrados. Roedores silvestres e insetos constituem as principais presas da maioria dos diferentes tipos de corujas. Contudo, algumas delas possuem dietas diferenciadas, alimentando-se principalmente de aves e morcegos como o mocho-do-diabo (Asio stygius) nas Américas  do  Sul  e Central, ou de peixes como as corujas-pescadoras (gêneros Ketupa e Scotopelia, da Ásia e África, respectivamente). Em geral, embora não seja uma regra perfeita, corujas menores como a corujinha-do-mato (Otus choliba) tendem a se alimentar mais de insetos e outros invertebrados, enquanto as maiores como o jucurutu consomem principalmente pequenos vertebrados.

Em regiões com clima temperado, o período reprodutivo das corujas tem início no começo da primavera, enquanto nos trópicos pode ocorrer durante o ano todo, principalmente no final da estação seca. Os machos são geralmente menores que as fêmeas. Os machos selecionam o território de acordo com o potencial para reprodução e locais apropriados para ninhos. Além de tentar conquistar a fêmea pelo seu território, os machos podem oferecer uma presa, como um roedor ou um inseto, como presente de núpcias. “

Texto retirado do artigo CORUJAS BRASILEIRAS, escrito por: José Carlos Motta-Junior; Adriana de Arruda Bueno e Ana Cláudia Rocha Braga, do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo.

Deixe uma resposta

Top
Loading...