Você está aqui:
Início > Cães > Ossos para cachorro: veja os tipos recomendados

Ossos para cachorro: veja os tipos recomendados

Veja os tipos de ossos recomendados aos cães

Muitas pessoas acreditam que dar um osso ao animal é apenas um passatempo, mas a importância desse alimento vai mais longe: os ossos são ótimos para a higiene bucal, já que auxiliam na remoção do tártaro. Além disso, possuem proteínas e sais minerais que são ótimos para a dieta do animal. Assim, roer um osso, além de proporcionar uma ótima distração ao cachorro, também é uma forma de suprir a carência de minerais.

Nunca dê ossos de aves para seu cachorro

Os ossos de aves são perigosos para os cães

É muito comum que os donos comam um delicioso frango assado e, ao final da refeição, deem os ossos aos seus cães. Será que isso é saudável? As galinhas e os frangos são animais menores e, obviamente, seus ossos são pequenos e fáceis de engolir, o que pode causar engasgos e, quando o cão morde o osso de frango, formam-se pontas agudas que, ao serem engolidas, podem perfurar os órgãos e causar sérios danos.

Ao perfurar o trato digestivo, as pontas afiadas podem causar hemorragias e, se isso não for notado pelo tutor, pode gerar graves infecções, levando à morte do animal. Além disso, por serem menores, os ossos de aves podem ficar presos na garganta.

Em contrapartida, você deve estar questionando “Mas como os predadores selvagens comem a carne e roem os ossos dos mais diferentes animais e nada acontece?”. É o que vamos ver a seguir!

Vantagens dos ossos crus para cães

Quando cozidos, assados ou fritos, os ossos ficam mais duros e apresentam mais riscos

O que realmente faz mal aos cães e às outras espécies são os ossos fritos, cozidos ou assados. A explicação é que, ao serem submetidos ao calor, esses ossos tornam-se muito mais rígidos e, por consequência, perigosos.

É ideal que, ao dar um osso para seu cachorro, observe-o comendo. Caso ele se engasgue, você estará próximo para controlar a situação. A prática de oferecer ossos aos cães é comum e eles adoram porque é natural, mas existem diferentes ossinhos com diferentes indicações. O osso do pé de galinha, por exemplo, são compridos e duros, por isso, não são indicados nunca, mesmo crus.

Ossos de couro para cães: dar ou não?

Veterinários não recomendam ossos de couro

Não há consenso quanto aos ossos de couro: alguns profissionais defendem que eles não representam nenhum risco à saúde do cão, enquanto outros garantem que não são boas opções, visto que, conforme ficam moles (conforme o cão vai roendo), podem ser engolidos com maior facilidade, podendo inclusive bloquear a garganta ou até mesmo o intestino dos cães. A regra a respeito também é ficar atento!

Dicas para dar ossos para seu cachorro

Sugestões de como dar osso ao seu pet

Uma dica importantíssima para quem não quer deixar de dar ossos ao seu cão é sempre fornecer ossos que tenham, pelo menos, o dobro do tamanho da boca do animal, quando aberta. Dessa forma, ele jamais conseguirá engolir tudo de uma vez, diminuindo os possíveis riscos. Lembre-se também:

  • quando o animal roer bastante e o osso diminuir muito de tamanho, jogue-o fora e dê outro;
  • outra ideia interessante é comprar ossos no açougue. Entretanto, consulte sempre um médico veterinário;
  • existe a opção dos chamados “ossos recreativos”. São peças fresquinhas e cruas que contêm carne e outros tecidos, como tendões. São facilmente encontradas em feiras e açougues.

Matéria revisada por um profissional veterinário da Equipe AgendaPet.

Deixe uma resposta

Top
Loading...