Você está aqui:
Início > Cães > Pets estão suscetíveis às mesmas doenças que os humanos

Pets estão suscetíveis às mesmas doenças que os humanos

Em parceria com veterinários e especialistas do segmento pet, a Comac (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN) atua na conscientização dos benefícios da relação entre o homem e os animais de estimação. Para que esse contato seja positivo, é importante que o pet esteja com a saúde em dia, através de vacinas e tratamento preventivo com o médico veterinário. Além das doenças características da espécie, cães e gatos também estão suscetíveis a doenças do sistema cardiovascular, respiratório, digestório, distúrbios do trato urinário, doenças endócrinas e dermatológicas entre outras. “São frequentes os casos de cães manifestarem as mesmas doenças que seus tutores, especialmente, nas enfermidades afetadas por hábitos como a obesidade”, segundo Dra. Ceres Faraco, veterinária parceira da Comac.

Os sintomas são muito variados e a gravidade dos casos também. Ingerir muita água e urinar muito são manifestações clínicas comuns em caso de diabetes. Alguns sinais secundários são bem preocupantes porque são neurogênicos, tais como a desorientação, andar em círculos e as convulsões. No exame físico, as alterações são pouco marcantes, embora alguns cães e gatos estejam magros por sua sede ser maior que seu apetite. Enquanto o acesso a água não for limitado, o estado de hidratação do animal será normal. Em outros casos, pode ocorrer falta de apetite, vômitos, dor generalizada, diarreia, catarata, sonolência e hálito cetônico, bastante similar ao de frutas envelhecidas.

Em alguns casos de diabetes, o tratamento é focado no acesso ilimitado à água. Em outros casos, a insulina é necessária com controle do nível de glicose no sangue. Também é utilizada a terapia dietética, para correção de obesidade e ajudar a minimizar o aumento na concentração de glicose no sangue após as refeições. Exercícios físicos leves, preferencialmente nos mesmos horários, devem ser feitos diariamente. Isso ajuda a controlar o ganho de peso e a concentração de glicose sanguínea. Em relação a origem das doenças, a especialista explica que algumas são adquiridas de acordo com os hábitos do pet, outras são hereditárias, como nos humanos. As raças poodle, pinscher, schnauzer miniatura, teckel e beagle são as de maior incidência para a Diabetes Mellitus Canina.

Nos casos em que o tutor possui a mesma doença que o pet, ambos podem se ajudar no tratamento. Em geral, as pessoas acometidas às mesmas doenças que seus animais apresentam significativa aderência ao tratamento e tolerância aos procedimentos. Pois entendem a situação do pet enfermo. Essas relações sempre são positivas, ainda mais nos casos de doenças crônicas, a parceria é bastante relevante. Mas é possível evitar tais problemas com base num tratamento focado em prevenção. “O cuidado com a nutrição, a prática de exercícios físicos adequados e avaliação veterinária são fatores impactantes para o curso da doença”, conclui Faraco.

Comac-logoSobre a Comac

A Comac (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN – Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal), criada em 2007, visa estruturar um ambiente de intercambio de informações e ideias, propondo e executando ações que estimulem o desenvolvimento do mercado pet brasileiro, em especial nas áreas ligadas à saúde animal. Tem por objetivo tratar dos assuntos ligados ao mercado de animais de companhia (cães e gatos), visto como um dos mais importantes e crescentes segmentos da indústria veterinária brasileira e mundial. Através de pesquisas do segmento, a Comac deseja informar sobre os benefícios da relação entre os animais de estimação e o homem, a importância do médico veterinário na prevenção de doenças e na manutenção da saúde dos animais, valorizando a medicina veterinária e seus profissionais.

O SSindan-logoindicato Nacional da Indústria de Produtos Para Saúde Animal – SINDAN, fundado em 20/11/1966, tendo como denominação na época de Sindicato da Indústria de Produtos Veterinários do Estado de São Paulo. Constituído para fins de estudo, coordenação, defesa, proteção e representação legal da categoria econômica da Indústria de Produtos para Saúde Animal, envolvendo empresas registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com base em todo o Território Nacional, e com o intuito de colaboração com os poderes públicos e as demais associações, no sentido da solidariedade social e da sua subordinação aos interesses nacionais. Diversas são as comissões da entidade, sempre com foco no desenvolvimento do setor. Dentre elas estão: Comissão Técnica de Registro – CTR, Recursos Humanos – RH, Comissão Tributária e Fiscal – COMTRIF, Grupo de Crédito do Agronegócio – GCA, Legislação Ambiental, Biológicos, Aditivos Alimentares – COTAL, entre outras.

Deixe uma resposta

Top
Loading...